Política

Delegação vai apresentar projectos de crescimento

Ana Paulo |

A delegação angolana que vai representar o país no 19.º Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes (FMJE) chega hoje à cidade de Sochi, Rússia, para participar naquele evento, que decorre a partir de sábado.

Executivo continua a apostar seriamente na juventude por ser a principal força para o desenvolvimento económico do país
Fotografia: António Soares | Edições Novembro

O grupo, representado por um número significativo de estudantes e jovens da JMPLA representantes das 18 províncias do país, junta-se a estudantes angolanos na Rússia.
O festival, que se estende até ao dia 22 deste mês, decorre sob o lema “Pela paz, solidariedade e justiça social, lutemos contra o imperialismo, honrando o nosso passado, construímos o futuro”. Cerca de 20 mil estudantes de mais de 150 países participam no encontro.
O festival é organizado pela Federação Mundial da Juventude Democrática, com o objectivo de integrar  jovens do mundo em torno da ideia de solidariedade aos povos, justiça, reforçar os laços internacionais, bem como desenvolver a interacção intercultural entre os jovens. É um espaço de cooperação internacional e troca de experiências, com foco em desenvolvimento de causas sociais, de paz e de amizade pelo planeta.
Durante o evento, a delegação angolana vai apresentar o percurso histórico do país, no que concerne ao contributo que teve na pacificação da região austral do continente, com a célebre Batalha do Cuito Cuanavale, informou o secretário nacional da JMPLA, Sérgio Luther Rescova.
O desenvolvimento e a democratização em curso no país, com realce para o êxito do processo eleitoral, bem como a participação da juventude neste processo são outros assuntos a serem apresentados pela delegação angolana. Sérgio Luther Rescova explicou que os jovens angolanos vão também aproveitar a oportunidade para homenagear o contributo positivo do ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, que “com zelo e dedicação” exerceu as funções de Chefe de Estado, tendo sido fundamental para a conquista da paz definitiva e a unificação dos angolanos.
Em Sochi, devem igualmente ser apresentados os principais projectos de desenvolvimento em curso a nível do país, bem como os programas do Estado angolano no âmbito da diversificação económica. “A Federação Mundial da Juventude Democrática tem acompanhado o desempenho de Angola no contexto internacional, daí a razão de aproveitarmos o evento para fazermos esta distinção”, frisou Sérgio Luther Rescova.
A Federação Mundial da Juventude Democrática é uma organização juvenil internacional reconhecida pela ONU. A entidade foi fundada em 1945, em Londres, no encerramento da Conferência Mundial da Juventude, como un amplo movimento internacional da juventude após o fim da Segunda Guerra Mundial.
A sede da organização encontra-se localizada na capital da Hungria, Budapeste.

Histórico
O Festival Mundial da Juventude e dos Estudantes é um evento internacional organizado desde 1947 pela Federação Mundial da Juventude Democrática (WFDY), uma organização de juventude de partidos de esquerda, em conjunto com a União Internacional de Estudantes.
O 19.º festival realiza-se no ano em que é celebrado o Centenário da Revolução de Outubro na Rússia e o 70.º aniversário do Movimento dos Festivais (cuja primeira edição foi em Praga em 1947, logo após a vitória sobre o nazi-fascismo e o fim da II Guerra Mundial). Trata-se de duas datas muito importantes para o desenvolvimento da luta contra o fascismo, o colonialismo e o imperialismo.
O Festival da Juventude regressa à Rússia  60 depois, já que o 6.º foi realizado em 1957, em Moscovo, ainda na vigência da antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS). Na ocasião, participaram 34 mil jovens de 131 países.Em termos de número de países participantes, o maior festival foi o 13.º, realizado em 1989, em Pyongyang, Coreia do Norte. Estavam na altura reunidos 177 países.
O 17.º festival decorreu  em Pretória, África do Sul, de 13 a 21 de Dezembro de 2010, o 18.º em Quito, Equador, em Dezembro de 2013, tendo contado com a participação de 8.500 jovens.

Tempo

Multimédia