Política

Deputados do círculo provincial visitam áreas afectadas pela seca

Arão Martins | Lubango

Deputados do círculo provincial da Huíla iniciam hoje uma visita de três dias aos municípios dos Gambos, Chibia e Lubango, com vista a constatar a actual situação socio-económica das regiões afectadas pela seca e efectuarem propostas ao Executivo para mitigar alguns destes problemas.

Deputado José Miúdo Ndambuka preocupado com a seca
Fotografia: Arão Martins | Lubango | Edições Novembro

A informação foi avançada pelo deputado José Miúdo Ndambuka, no final de um encontro com o governador provincial em exercício da Huíla, Nuno Mahapi Ndala.
“Não é dando feijão, peixe, farinha de milho ou outro produto que vamos resolver o problema da seca de forma definitiva”, reconheceu o deputado, para quem é preciso construir barragens e concretizar outras propostas que visam mitigar o fenómeno da seca.
Nos três municípios, os deputados do círculo provincial da Huíla vão visitar obras de algumas barragens, cuja primeira pedra para a sua construção foi lançada há três anos. A intenção da visita, disse, é aferir o nível de execução das obras das três barragens, para que, junto do poder central, se possa fazer a defesa no sentido de se dar continuidade aos projectos.
As três barragens estão localizadas nos municípios dos Gambos, Chibia e Lubango sob o rio Caculuvale. As obras iniciaram em 2014 e foram interrompidas menos de um ano depois, por indisponibilidade financeira.
Orçadas, cada uma, em 25 milhões de dólares, as barragens seriam executadas em 36 meses. Mas, até ao momento, apenas foram feitos estudos do subsolo. A mini-hídrica do Lubango terá uma represa com 16 metros de altura para reter 150 milhões de metros cúbicos de água.

Tempo

Multimédia