Política

Desminagem da linha de energia fica concluída em Dezembro

A desminagem do troço de 175 quilómetros, onde será construída a linha de transporte de energia de alta tensão para o município fronteiriço do Nóqui, província do Zaire, estará concluída em Dezembro deste ano.

Governador provincial Joanes André visitou as obras
Fotografia: Rogério Tuty | Edições Novembro

Os trabalhos de desminagem tiveram início este mês, a cargo da Brigada das Forças Armadas Angolanas (FAA), em parceria com o Instituto Nacional de Desminagem (INAD).
A linha de transporte de electricidade partirá da subestação erguida na localidade de Lubamba, periferia da cidade de Mbanza Kongo, no âmbito do projecto de electrificação da província do Zaire, gizado pelo Executivo. O governador provincial do Zaire, Joanes André, visitou ontem o processo de desminagem no referido troço e falou dos benefícios da energia eléctrica, da rede nacional, para o município fronteiriço do Nóqui. Joanes André apontou como benefícios da electrificação do município de Nóqui, a promoção do sector da agro-indústria e a atracção de potenciais investidores para o município.
Além dos trabalhos de desminagem, José Joanes André constatou a execução de projectos sociais nos domínios da água e das vias de comunicação urbanas.
No quadro das acções de desminagem de linhas de transporte de energia eléctrica, o Instituto Nacional de Desminagem concluiu, em Outubro último, o troço Mbanza Kongo/Cuimba, numa extensão de cerca de 70 quilómetros lineares.
O Instituto Nacional de Desminagem desminou nos últimos dois meses uma extensão de 4.252.940 metros quadrados para a instalação de uma linha de transporte de energia eléctrica entre os municípios de Mbanza Kongo e Cuimba, na província do Zaire. A área intervencionada corresponde a 70 quilómetros e 882 metros lineares e a instituição espera entregar hoje à Comissão Executiva de Desminagem o certificado do controlo de qualidade.

Tempo

Multimédia