Política

Eleitos novos secretários municipais do MPLA

Os comités municipais do MPLA da província de Luanda elegeram, no sábado, os novos primeiros secretários, durante a realização das conferências de balanço e renovação de mandatos.

Fotografia: DR

O município de Luanda elegeu Maria Antónia Nelumba ao cargo de primeira secretária, bem como novos membros para o comité municipal, no âmbito da política de alargamento da estrutura do partido a nível da circunscrição.
No acto, testemunhado pelo secretário do Bureau Político do MPLA para a Política Económica, Salomão Xirimbimbi, a primeira secretária disse que conta com o apoio de todos para o reforço da organização interna e crescimento, face aos próximos desafios como as eleições autárquicas, previstas para 2020 e as gerais, para 2022.
Maria Antónia Nelumba é também presidente da Comissão Administrativa da Cidade de Luanda (CACL).

Cazenga
O município do Cazenga elegeu José Napuloceno de Andrade ao cargo de primeiro secretário do MPLA, em substituição de Victor Nataniel Narciso.
José Napuloceno de Andrade foi eleito na conferência de balanço e alargamento das estruturas do partido, que aconteceu no Cine Cazenga, em que participaram 715 delegados.
No encontro, que contou com a presença do membro do grupo de acompanhamento para o município do Cazenga, Virgílio de Fontes Pereira, os delegados tomaram conhecimento dos relatórios das comissões, aprovaram o Regulamento Interno, a constituição das equipas de trabalho e a agenda.
O primeiro secretário eleito disse que o município terá mais trabalho, coesão, disciplina e vitórias, com o redobrar da atenção dos militantes para os próximos desafios.
Defendeu que, apesar do Cazenga ser cobiçado por outras forças políticas, o MPLA vai manter-se firme visando os objectivos preconizados.

Viana
No município de Viana, Euclides da Costa foi eleito primeiro secretário do MPLA, em substituição de Jeremias Dumbo. O acto foi testemunhado pelo membro do grupo de acompanhamento para o município, Diógenes de Oliveira.
Em declarações à imprensa, Euclides da Costa reconheceu não ser uma tarefa fácil, mas que conta com a colaboração de todos os militantes. Prometeu trabalhar, de forma árdua, no combate à delinquência, ao analfabetismo e na realização de campanhas de limpeza e plantação de árvores.

Tempo

Multimédia