Política

Embaixador da Hungria elogia imprensa angolana

Garrido Fragoso

O embaixador da Hungria em Angola, Zsolt Maris, elogiou o desempenho dos órgãos de Comunicação Social angolanos, em particular do Jornal de Angola.

Fotografia: DR

O diplomata húngaro fez esse elogio na segunda-feira, no final de uma visita às instalações da Edições Novembro, empresa responsável pela produção de títulos como o Jornal de Angola.
Zsolt Maris disse que, du-rante a visita ao único diário estatal, felicitou o Presidente do Conselho de Administração da Edições Novembro e director do Jornal de Angola, Victor Silva, pelas “mudanças positivas” efectuadas nos conteúdos.
“Vejo mudanças muito po-sitivas no Jornal de Angola”, reconheceu o diplomata, que encorajou a direcção da publicação a continuar a apostar na publicação do diário na Internet, para facilitar os leitores.
Zsolt Maris elogiou a recente publicação, no Jornal de Angola, da entrevista com a filha do ex-Presidente da República, Tchizé dos Santos, apesar das pressões de alguns internautas, que a têm aconselhado a se calar. “O gesto do Jornal de Angola demonstra apenas imparcialidade e manutenção do equilíbrio informativo”, afirmou.
O processo de transição política no país também mereceu elogios do diplomata, que aconselha os angolanos a manterem a calma e evitar o imediatismo. “Talvez a velocidade do processo pareça lenta, mas não tem outro jeito”, disse Zsolt Maris, para quem a independência de Angola começou em 2002, altura em que foram assinados os acordos de paz e foram traçadas premissas para o desenvolvimento sustentável.

Tempo

Multimédia