Política

Empreitadas públicas para as 18 províncias

César André

O secretário de Estado das Obras Públicas, Carlos Santos, anunciou, ontem, em Luanda, que o sector vai continuar a dar vazão a todos os projectos em curso relacionados com a reabilitação e construção de estradas, pontes e edifícios públicos nas 18 províncias do país.

Governo vai continuar a dar vazão a todos os projectos relacionados com a construção de estradas e pontes
Fotografia: Edições Novembro

Esta decisão saiu do encontro que os ministros da Administração do Território e Reforma do Estado e das Obras Públicas e um representante do Ministério das Finanças tiveram, ontem, com os governadores provinciais.

Carlos Santos, que revelou este facto quando falava à imprensa à margem do encontro, disse que a reunião teve como objectivo dar vazão a todos os projectos em curso. “Na verdade, o Programa Integrado de Investimentos nos Municípios (PIIM) ocupa um espaço muito grande, mas, nesse encontro, tratamos de fazer uma visita a todos os projectos gerais, província por província”, explicou.
Segundo o secretário de Estado das Obras Públicas, durante o encontro foram apresentadas as prioridades de cada uma das províncias. Naquilo que é possível, disse, o sector enquadra algumas dessas prioridades no Orçamento Geral do Estado para 2020. “Todas as outras (prioridades), estamos a ver se serão materializadas nos anos 2021 ou 2022”, acrescentou Carlos Santos, para quem a reunião foi muito boa, porque serviu para conhecer as prioridades de cada uma das 18 províncias do país.
O encontro de ontem foi uma orientação do Presidente da República, João Lourenço, na sequência da reunião do Conselho de Governação Local, realizada na sexta-feira, no Sumbe, província do Cuanza-Sul.

Tempo

Multimédia