Política

Ex-militares registados na Caixa de Segurança

A Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas está a submeter à prova de vida mais de mil pensionistas num processo que teve início ontem, na cidade do Luena, província do Moxico.

À imprensa, o delegado provincial da Caixa Social das FAA, Frederico Lucas, disse que o objectivo é aferir o número real e cadastrar os aposentados controlados pela instituição na região.
Frederico Lucas disse ser necessário cadastrar obrigatoriamente todos os associados que recebem pensões de reforma para o enquadramento de novos pensionistas, caso as condições financeiras favoreçam.
O responsável fez saber que o processo, a decorrer em 15 dias, não abrange os pensionistas que já foram cadastrados a partir dos outros pontos do país.
Frederico Lucas assegurou que todas as condições para o êxito do processo estão criadas, recordando que os pensionistas deverão apresentar-se na delegação da Caixa Social das FAA na cidade do Luena com os respectivos documentos pessoais.
O delegado provincial da Caixa Social das FAA fez saber que a realização deste processo visa detectar e eliminar os pensionistas cujos nomes constam do sistema mas na prática não existem.
A Caixa de Segurança Social das Forças Armadas Angolanas no Moxico controla mais de mil pensionistas, entre oficiais, soldados, órfãos e viúvas de guerra.

Tempo

Multimédia