Política

Executivo aguarda por novo Governo

O Governo de Angola aguarda, com expectativa, pela formação do novo Governo da República Democrática do Congo (RDC) e a consequente conclusão do processo resultante das eleições presidenciais do ano passado.

Ministro Manuel Augusto visitou em Paris o Senado francês
Fotografia: Mota Ambrósio| Edições Novembro

A posição foi manifestada quinta-feira, em Paris, pelo ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, em entrevista à Rádio France Internacional (RFI), quando questionado sobre o impasse que se regista na RDC, que não tem um governo formado cinco meses depois as eleições gerais, de 30 de Dezembro de 2018.
Para Manuel Augusto, “a preocupação é apenas de um país vizinho, irmão e desejoso de aproveitar todas as potencialidades para a cooperação económica, apenas possível com a normalidade funcional na RDC”.
“Por esta razão, Angola aguarda com expectativa que o processo resultante das eleições de 2018 culmine com a formação de governo”, acrescentou.
Um governo funcional vai permitir também realizar o encontro da Comissão Mista Bilateral Angola-RDC há muito previsto, segundo o ministro.
“Existe uma informalidade no comércio resultante do forte vínculo entre os dois povos e governos nenhum poderá desfazer”, disse Manuel Augusto, citado pela Angop, acrescentando que o que compete ao Governo é a criação de condições institucionais que permitam que esta cooperação possa ser regulada em matéria de taxas e impostos.
Cerca de cinco meses após a tomada de posse como Presidente da RDC, a 24 de Fevereiro de 2019, Félix Tshisekedi ainda não formou um governo. A Frente Comum para o Congo (FCC), de Joseph Kabila, venceu as eleições legislativas e tem maioria no Parlamento.

Tempo

Multimédia