Política

Expansão dos serviços da PGR depende do Orçamento do Estado

Luísa Victoriano | Malanje

A subprocuradora-geral adjunta da República e acompanhante da província de Malanje, Maria Pacavira, informou que a expansão dos serviços da Procuradoria-Geral da República, assim como o enquadramento de mais magistrados, oficiais de justiça, de entre outros, depende do Orçamento Geral de Estado.

Fotografia: Jaimagens | Ediçõs Novembro

A magistrada do Ministério Público fez a afirmação, no final de um encontro com o governador provincial de Malanje, Norberto dos Santos “Kwata - Kanawa”, no quadro de uma visita oficial de três dias à província. “As soluções da PGR vão depender do Orçamento Geral do Estado, porque a instituição não tem capacidade para resolver problemas do género. Por isso, é um processo que deve ser feito de forma paulatina”, sustentou.
Maria Pacavira disse, que a visita serve para confrontar o funcionamento dos órgãos da Justiça, na província. Durante a visita de trabalho, de três dias, à província de Malanje, Maria Pacavira vai visitar as instalações da Procuradoria-Geral da República junto do Serviço de Investigação Criminal (SIC) e do Serviço de Migração e Estrangeiros (SME). A magistrada desloca-se, também, aos municípios de Cacuso, Calandula e Mucari, onde vai inteirar-se do funcionamento da PGR.

Tempo

Multimédia