Política

FAN recomenda rigor na selecção de candidatos

Arão Martins | Lubango

Os dirigentes da Força Aérea Nacional (FAN) recomendaram ontem a observância de maior rigor no processo de selecção de candidatos a ingressar no ramo, no processo de recrutamento geral, a fim de atender aos perfis estabelecidos.

Força Aérea recruta jovens para reforçar os efectivos
Fotografia: Arão Martins | Edições Novembro

A recomendação consta das conclusões da 6ª Reunião dos Dirigentes do ramo, que decorreu na quarta e quinta-feira no Lubango, província da Huíla.
O encontro recomendou ainda maior atenção na implementação dos programas de preparação combativa nas Unidades de Aviação, da Defesa Anti-Aérea e Tropas Rádio-técnicas, a fim de se atingir os níveis programados.
O comunicado final do encontro refere ainda a intensificação das campanhas de educação e sensibilização sobre os cuidados com as doenças sexualmente transmissíveis como o VIH/Sida, prevenção das diabetes e das doenças hipertensivas.
Pretende-se igualmente a tomada de medidas preventivas para estancar o aumento dos índices de criminalidade nos efectivos da Força Aérea Nacional.
Continuar a prestar atenção na melhoria das condições sociais e de trabalho dos efectivos é outra recomendação feita pelos dirigentes da Força Aérea Nacional.
O comandante da Força Aérea Nacional, general Altino Carlos dos Santos, enalteceu o trabalho dos órgãos de educação patriótica do ramo, no sentido de se resgatar os valores da corporação. “Nos últimos anos, tenho estado a acompanhar a implementação de uma dinâmica diferente, que se identifica com os membros actuais”, disse.
O general Altino Carlos dos Santos defendeu que as armas e serviços que compõem o ramo devem continuar a revitalizar-se e a potenciar-se, a todos os níveis.
“A preparação combativa e, no geral, o adestramento das tropas é o pressuposto que temos para a preparação contínua do nosso pessoal em função da especificidade do ramo”, disse o oficial das Forças Armadas.

Tempo

Multimédia