Política

Finlândia cria condições para embaixador residente

Gabriel Bunga

O ministro dos Negócios Estrangeiros da Finlândia, Timo Soini, garantiu ao Jornal de Angola que estão a ser criadas as condições para a instalação de um embaixador residente em Angola.

Diplomata finlandês garante que a Hungria vai priorizar África nas relações com a Europa
Fotografia: Mota Ambrósio| Edições Novembro

A Finlândia é representada em Angola pela embaixadora Pirkko Liisa Kyostila, baseada na Namíbia. Em Luanda, os interesses finlandeses são geridos actualmente pelo advogado e cônsul honorário, Manuel Gonçalves.

O chefe da diplomacia da-quele país, que falava à margem de um concerto realizado em Luanda no termo da visita oficial que fez a Angola, disse que se está a trabalhar para a instalação de um embaixador residente, sem adiantar ainda data.
Timo Soini indicou que já se realizaram três visitas oficiais a Angola e que os resultados são positivos.
A embaixadora da Finlândia, residente na Namíbia, Pirkko Liisa Kyostila, apresentou as suas cartas credenciais ao Presidente João Lourenço, em Outubro do ano passado.
A visita do ministro dos Negócios Estrangeiros da Finlândia, Timo Soini, a Angola serviu para reforçar as relações com Angola nos domínios político e económico.
Timo Soini manteve encontros com o Presidente da República, João Lourenço, ministros das Relações Exteriores, do Comércio, das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Educação e do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação.
“As discussões têm sido muito produtivas e tenho a certeza de que esta visita vai contribuir para uma cooperação cada vez mais aprofundada nos dois países. Acredito que vamos ter mais possibilidades para mais integração”, disse. Timo Soini defendeu relações comerciais baseadas a longo prazo e a várias instituições de pesquisa como universidades.

União Europeia

A Finlândia assume a presidência rotativa da União Europeia a 1 de Junho deste ano e o ministro dos Negócios Estrangeiros garantiu que o seu país vai dar primazia ao continente africano nas relações com a Europa.
“África é um continente muito importante para a União Europeia, somos continentes vizinhos e temos interesses e desafios em comuns. A minha mensagem-chave tem sido aquela de que precisamos de nos focar mais em África, a posição geopolítica da África e as suas oportunidades têm de ser reconhecidas. Temos de aprofundar a nossa cooperação nos fóruns internacionais nas Nações Unidas, a Cimeira entre a União Europeia e a União Africana, para estabelecer uma base para seguir”, disse.
Na ocasião, o cônsul honorário da Finlândia em Angola, Manuel Gonçalves, disse que a vinda de uma extensa delegação, que inclui a embaixadora da Finlândia em Angola, permitiu estabelecer uma forte relação de cooperação económica, por meio de investimento directo, e relações comerciais e culturais. Manuel Gonçalves disse que o tema da educação é uma das preocupações fundamentais das entidades finlandesas e tem sido igualmente um tema essencial, manifestado como decisivo pelas autoridades angolanas.
“Já se sabe que a Finlândia tem um dos melhores sistemas educativos do Mundo e que isto pode ajudar na formação de professores em vários níveis”, disse.

Ensino Superior

A ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo, anunciou o interesse de estudantes angolanos em candidatar-se às universidades finlandesas, no âmbito do Decreto Presidencial n.º 67/19 de 22 de Fevereiro, que aprova o Programa de Envio Anual de 300 licenciados para as melhores universidades do Mundo.
Maria do Rosário Sambo, que falava à imprensa no final do encontro que manteve com o ministro dos Negócios Estrangeiros da Finlândia, Timo Soini, no quadro da sua visita a Angola, disse que os dois países pretendem criar uma base legal para a elaboração de um acordo de cooperação com o objectivo de aproveitar as ofertas formativas que aquele país dispõe nas suas instituições de Ensino Superior de classe mundial.
Durante o encontro, as partes acordaram que o Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (MESCTI), através do seu Gabinete de Intercâmbio, irá trabalhar com a Embaixada da Finlândia em Angola para a conclusão de um acordo de cooperação bilateral no domínio do Ensino Superior.

Tempo

Multimédia