Política

Fundação Lwini activa e solidária

O Presidente da República José Eduardo dos Santos e a Primeira-Dama Ana Paula dos Santos assistiram à Gala Internacional de Beneficência da Fundação Lwini no Parque das Palmeiras em Luanda. O antigo parque Heróis de Chaves foi pequeno para receber tantas figuras da alta sociedade.

Presidente da República e a Primeira Dama participaram na cerimónia em que foram apresentados vários projectos sociais
Fotografia: Kindala Manuel

O glamour foi a marca de uma festa que serviu para angariar fundos de apoio aos sectores mais frágeis da sociedade. A elegância e a solidariedade andaram de mãos dadas num acontecimento que faz parte da vida social angolana e teve na Primeira-Dama Ana Paula dos Santos a sua madrinha e principal entusiasta.
Os convidados tiveram momentos de agradável convívio e foram presenteados com a soberba actuação da cantora brasileira Fafá de Belém que interpretou os temas mais famosos do seu vasto repertório. O casal presidencial aplaudiu a artista que mais uma vez veio a Angola mostrar o seu charme e talento.
Um momento alto da gala foi protagonizado pelos jovens músicos da Orquestra Sinfónica Kapossoka. A selecta assistência aplaudiu com entusiasmo a actuação do maestro e dos músicos da Samba. Foi um momento de grande intensidade cultural que os presentes souberam reconhecer com uma prolongada salva de palmas no final da sua actuação.
A Primeira-Dama da República mais uma vez viu os frutos das sementes que lançou, ao associar as galas de beneficência à cultura nacional. Também subiram ao palco do Parque das Palmeiras o grupo de Percussão Celamar e os Bantu Voice. Mais dois momentos empolgantes numa noite em que a elegância das damas se cruzou com a alegria do convívio e a dimensão artística e cultural.

Palanca Lwini

A Fundação Lwini apresentou durante a gala um dos seus projectos sociais, o “Palanca Lwini”. O ponto de partida é uma palanca esculpida por artistas angolanos e tem como propósito mobilizar marcas, empresas e toda a sociedade, de forma que a escultura se vá transformando. A peça fica exposta durante 13 meses.
A “Palanca Lwini” foi enriquecida num momento importante da gala. As primeiras assinaturas foram do Presidente da República José Eduardo dos Santos e da Primeira-Dama Ana Paula dos Santos.
Quando ficar acabar o prazo da exposição, a peça vai ser leiloada e os fundos arrecadados revertem s a favor de um projecto social, dos muitos que a Fundação Lwini lançou, patrocina e apoia.

Reconhecimento

No decorrer da noite de glamour e simpatia foram atribuídos prémios a diversas instituições que têm dado o seu contributo para o engrandecimento daquele que é o objecto social da Fundação Lwini.
Foram distinguidos o Ministério da Saúde, a Força Aérea Nacional, a ONG OK Prosthetics, a Total Angola, a Central de Ideias e a Odebrechet.
Durante a gala foram sorteadas passagens de avião para Moçambique e África do Sul. A Gala Internacional da Fundação Lwini teve a presença de membros do Executivo, do corpo diplomático acreditado em Angola, empresários e outras individualidades.

Um mundo melhor

A presidente do Conselho Geral da Fundação Lwini, Ana Paula dos Santos, reafirmou o compromisso da instituição em continuar a apoiar vítimas de minas terrestres, portadores de deficiência, a mulher rural e crianças desfavorecidas: “estamos a contribuir para a criação de um mundo melhor, mais justo e pacífico”.
Ana Paula dos Santos lembrou que volvidos 15 anos “a sociedade angolana e instituições como a Fundação Lwini estão cada vez mais sensibilizadas para a causa da solidariedade social e o apoio às pessoas com deficiência”.
 A presidente da Fundação Lwini disse que a sua satisfação é ainda maior quando pensa nas inúmeras realizações e feitos alcançados: “mas  temos consciência de que muito ainda há por fazer, tendo em conta as vítimas a quem ainda não pudemos estender a mão para acolher, apoiar e minimizar o seu sofrimento”.
 Ana Paula dos Santos manifestou o seu orgulho pelo trabalho desenvolvido na Fundação Lwini, com a ajuda dos parceiros e que resultou em projectos que possibilitaram a construção e ampliação de escolas do ensino especial, o apoio aos centros ortopédicos e ao desporto paralímpico, a execução de programas de formação profissional, a concessão de bolsas de estudo internas e externas.
 A Gala Internacional da Fundação Lwini teve como objectivo angariar fundos para a realização de projectos de âmbito social, como o apoio às vítimas de minas terrestres, portadores de deficiência, a mulher rural e crianças desfavorecidas.

Tempo

Multimédia