Política

General José Maria "trancado em casa"

O Supremo Tribunal Militar (STM) aplicou ontem a medida de coação pessoal de prisão domiciliar ao ex-chefe do Serviço de Inteligência e Segurança Militar (SISM), general António José Maria.

Zé Maria é indiciado como autor de extravio de documentos, aparelhos ou objectos que contenham informações de carácter militar e insubordinação
Fotografia: DR

De acordo com uma nota do Supremo Tribunal Militar citada pela Angop, José Maria é indiciado pelo crime de extravio de documentos, aparelhos ou objectos que contenham informações de carácter militar e insubordinação.
O documento adianta que o ex-chefe do SISM incorre em ilícitos previstos e puníveis nos termos dos artigos 42 nº 1 e 17, da Lei nº 04/94, de 28 de Ja-
neiro - Lei dos Crimes Militares. Alegadamente, terá levado consigo documentos do SISM com a finalidade de salvaguardar segredos do ex-Presidente da República.
Informações postas a circular dão conta que o general "Zé Maria" terá tido complicações de saúde que determinaram a sua prisão domiciliar ao invés de preventiva.

 

Tempo

Multimédia