Política

Governadora exige rigor na execução do PIIM

Elautério Silipuleni | Ondjiva

A governadora do Cunene, Gerdina Didalelwa, exigiu rigor na fiscalização da execução orçamental dos projectos em curso na província, inseridos no Plano Integrado de Intervenção nos municípios (PIIM).

Governadora do Cunene, Gerdina Didalelwa
Fotografia: DR

Ao falar, quarta-feira, na segunda reunião ordinária do governo da província do Cunene, Gerdina Didalelwa, sublinhou que, “no actual quadro de escassez financeira, a província precisa de gestores criativos, abnegados e comprometidos com a resolução dos problemas que as comunidades de cada município vivem”. 

“É preciso que os gestores se lembrem que vivemos uma era de responsabilidade e de responsabilização”, frisou. A governante disse, igualmente, ser necessário os administradores municipais implementarem, com responsabilidade e patriotismo, os projectos inseridos no PIIM. “Recomendamos, aqui, aos técnicos das administrações e fiscais a pautarem o comportamento pelo rigor na contratação de empresas, de forma a garantirem boa execução nas obras para beneficiar as nossas populações”, salientou.

Na província do Cunene, 47 projectos dos sectores da Habitação, Saúde, Educação e Água ligados ao PIIM já tiveram uma disponibilização financeira de 15 por cento para o início dos trabalhos das obras.  O PIIM no Cunene compreende 57 projectos, entre as quais de construção de escolas, unidades sanitárias, vias, saneamento básico e outros, avaliados em 21 mil milhões, 993 milhões e 591 mil kwanzas.

Durante a segunda reunião ordinária do governo da província do Cunene foram, ainda, analisadas as acções realizadas no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP) referentes ao primeiro trimestre do ano em curso.

Tempo

Multimédia