Política

Grupo Media Nova passa para o Estado

A Procuradoria-Geral da República (PGR) entregou as empresas de comunicação social privadas do grupo Media Nova ao Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social.

Fotografia: DR

Através de comunicado, o órgão judicial adianta que a entrega das empresas da Media Nova (que inclui o jornal O País, a Rádio Mais e a TV Zimbo) ocorreu na quinta-feira, através do Serviço Nacional de Recuperação de Ativos, “em virtude de terem sido constituídas com o apoio e reforço institucional do Estado”.

Em Maio, o Grupo Média Nova decidiu suspender o vínculo laboral de alguns profissionais, devido, alegadamente ao Estado de Emergência que o país vivia, por conta da pandemia do novo coronavírus.

Na altura, citado pela Angop, o secretário-geral do sindicato, Teixeira Cândido, considerou "precipitada" a posição do Conselho de Administração do grupo empresarial, sublinhando que "violava" os pressupostos do regime de excepção, em vigor no país desde 27 de Março último. Conforme o sindicalista, vários profissionais ligados à Media Nova contactaram o órgão sindical, denunciando que foram convidados a suspender o vínculo laboral, por razões financeiras.

Tempo

Multimédia