Política

Inspectores de Defesa reunidos em Luanda

Adelina Inácio

Os inspectores de Defesa da SADC estão desde ontem reunidos em Luanda para preparar a elaboração de um manual de inspecção e melhorar os padrões de procedimentos operacionais.

Inspector-geral da Defesa Nacional, general Correia
Fotografia: AGOSTINHO NARCISO | EDIÇÕES NOVEMBRO

O inspector-geral da De-fesa Nacional, general Marques Correia “Banza”, que fez a abertura da reunião da troika do grupo de trabalho, garantiu que estes dois documentos vão ser submetidos à aprovação na 13ª reunião geral anual, a realizar-se em Fevereiro do próximo ano, em Luanda.
Marques Correia pediu aos participantes maior atenção ao curso de formação de formadores e à inspecção ao “Exercício militar Posto Comando”, a realizar-se no Ma-lawi, de maneira que os inspectores dos países membros da SADC actuem de forma conjunta no interesse da de-fesa dos Estados e fortalecimento das forças de defesa. A ideia, disse, é desenvolver o grupo de trabalho de inspectores de defesa da SADC para solidificação da região.O inspector da Defesa Nacional adiantou que, nesta reunião, os participantes vão, também, analisar a possibilidade de inspecção ao contingente da missão preventiva da SADC no Lesotho. Marques Correia “Banza” lembrou que, desde a sua criação, o grupo de trabalho dos inspectores tem realizado  várias actividades inspectivas no domínio da defesa da região, com destaque para a inspecção geral ao exercício militar “Amani África II”, em Lohata, África do Sul, ao Centro Regional de Formação de Manutenção de Paz, em Ha-rare, Zimbabwe, e ao curso de formação de formadores de inspectores militares. A. N. Nanbau, inspector-geral da Defesa da Namíbia e presidente da troika, adiantou que o objectivo principal da reunião é discutir sobre as recomendações saídas do encontro anual geral e da reunião dos chefes da Defesa que teve lugar em Maio deste ano, em Luanda. O objectivo primário da inspecção da Defesa, disse, é avaliar se os meios e recursos financeiros, humanos ou de outro carácter das Forças Armadas estão a ser bem utilizados. O inspector militar namibiano garantiu que o grupo vai melhorar os padrões de procedimentos e continuar com as actividades de  inspecção, principalmente as relacionadas com os exercícios militares da SADC ou qualquer actividade que envolvam as Forças Armadas.

Tempo

Multimédia