Política

Interior desmente interpelação sobre supostas execuções

O Ministério do Interior desmentiu ontem informações segundo as quais o Presidente da República, João Lourenço, questionou ao ministro do sector, Ângelo da Veiga Tavares, na última sessão do Conselho de Segurança Nacional, sobre supostas execuções sumárias levadas a cabo pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC). Em nota, o Minint esclarece que na agenda de trabalhos da referida reunião, realizada no dia 4, não constava qualquer ponto sobre supostas "execuções" sumárias.

Ministro do Interior, Ângelo de Barros Viegas Tavares
Fotografia: Dombele Bernardo | Edições Novembro

O Conselho de Segurança Nacional incentivou a Polícia Nacional e o SIC a prevenir e combater o crime, particularmente o vandalismo de bens públicos, esclarece.
O Ministério do Interior apela à ponderação e serenidade dos cidadãos diante de algumas informações veiculadas, como no presente caso, cujo objectivo é manipular a opinião pública e descredibilizar as instituições do Estado e seus responsáveis.

Tempo

Multimédia