Política

Jovens exortados a promover a paz

A vice-governadora do Cunene para o Sector Político, Social e Económico, Soraya Teresa Kalongela, apelou ontem à juventude a continuar a intensificar acções que promovam a preservação da paz, reconciliação e unidade nacional.

Fotografia: DR

Ao falar durante uma mesa-redonda sobre “A reconciliação nacional como factor determinante para a perpetuação da Paz em Angola”, a governante disse que promover uma cultura de paz é o melhor que se pode fazer por Angola.
“Não há paz sem reconciliação, e a verdadeira reconciliação começa quando reconhecemos que na guerra ninguém ganha, todos perdem”, afirmou Soraya Kalongela, durante a mesa redonda promovida pela Administração Municipal do Cuanhama em parceria com o Conselho Provincial da Juventude (CPJ), no Âmbito da Jornada “Abril Jovem”.
A vice-governadora disse que os ganhos que a paz trouxe e continua a trazer para o país são incomensuráveis. “Não custa nada fazer lembrar que a paz tem permitido a edificação de uma nova Angola”, sublinhou.
Por seu turno, o secretário executivo interino do CPJ no Cunene, Marcelino dos Santos, pediu às entidades colectivas e singulares a apoiarem as iniciativas dos jovens da província, com vista ao crescimento desta região do país.
Marcelino dos Santos realçou os benefícios da paz nos domínios socioeconómico, político e cultural do país.
O secretário de Estado dos Desportos, Carlos Almeida, apontou, recentemente, a aprovação da Política de Estado da Juventude, prevista para este ano, como uma das prioridades do Ministério da Juventude e Desportos.
Carlos Almeida, que falava no dia 2 deste mês no acto de abertura da Jornada Abril Jovem disse que a Política do Estado para a Juventude é um instrumento de coordenação multi e inter-sectorial para o reforço e protecção especial dos direitos dos jovens, que pretende promover e assegurar a plena inserção e participação da juventude no processo de transformação e desenvolvimento político, social, económico e cultural de Angola.
O dirigente, para quem a Jornada Abril Jovem é uma oportunidade para reiterar o compromisso do Executivo em prol do bem-estar e melhoria das condições da vida da juventude, ressaltou que a aprovação daquele instrumento vai proporcionar um espaço de afirmação e de defesa dos direitos da juventude.
Carlos Almeida considerou que a juventude constitui um recurso indispensável para dinamizar o crescimento da economia nacional, e desempenha um papel importante no “almejado progresso da população”.
A Jornada Abril Jovem realiza-se no quadro do Dia Nacional da Juventude, assinalado a 14 deste mês.

 

Tempo

Multimédia