Política

Juiz preocupado com crimes no lar

Luisa Victoriano|Malanje

O juiz presidente do Tribunal Provincial de Malanje, Félix Sebastião, mostrou-se preocupado com o elevado nú-mero de casos de violência doméstica na província, que no quarto trimestre de 2018 chegaram a 49.

Fotografia: Angop

O magistrado apelou aos órgãos competentes a intensificar o trabalho de sensibilização junto das famílias para mudar o quadro.
Félix Sebastião, que falava na abertura da quarta reunião  da Comissão  Provincial  de  Coordenação Judicial, garantiu  que a instituição vai trabalhar  para dar celeridade às  providências cautelares, falências e arrematações, para evitar danos  irreparáveis na execução dos mandados de citação e notificações. Constam ainda das prioridades para este ano, a sensibilização dos  cidadãos para o registo de menores, aquisição dos Bilhetes de Identidade, participação dos advogados em vários processos, entre outras questões.
“Vamos procurar tratar os processos, no âmbito da jurisdição de família, com realce para os que possam causar prejuízos aos interesses dos menores”, sublinhou o magistrado judicial.
Para o êxito dos trabalhos, Félix Sebastião defendeu uma maior colaboração entre as instituições que integram a Comissão Provincial de Coordenação Judicial.
O juiz presidente do Tribunal Provincial de Malanje informou que a população penal de Malanje  é de 1.409 reclusos, sendo 600 condenados e 809 detidos, dos quais 86 cidadãos estrangeiros.

Tempo

Multimédia