Política

Kachiungo conversa hoje com jornalistas

Bernardino Manje

Depois de, na segunda-feira, se ter reunido com membros da direcção da organização juvenil do seu partido, o candidato à liderança da UNITA Estêvão José Pedro Kachiungo tem, na manhã de hoje, em Luanda, uma conversa com jornalistas e fazedores de opinião, no âmbito da campanha com vista à sucessão de Isaías Samakuva na chefia daquela força política.

Militantes da UNITA elegem em Novembro novo líder
Fotografia: Benjamin Cândido | Edições Novembro

De acordo com Kafu Sabi-no, mandatário de José Kachiungo, o encontro realiza-se a meio da manhã, numa das unidades hoteleiras de Luanda, enquanto o lançamento formal da campanha está marcado para sábado, igualmente na capital.

Durante o encontro com os membros da direcção da JURA, Kachiungo, 56 anos e o mais jovem entre os aspirantes à liderança da UNITA, chamou à atenção dos delegados ao XIII congresso ordinário do partido para não votarem num ou noutro candidato apenas por simpatia. Entre os quatro candidatos (cinco, se se contar com Raul Danda, cuja candidatura se encontra pendente), apenas Adalberto Costa Júnior apresentou, formalmente, o manifesto eleitoral. Caso seja eleito, o candidato, de 57 anos, que hoje mantém contactos com militantes da UNITA no município de Cacuaco, em Luanda, compromete-se a mudar a actual situação do partido, defendendo que o mesmo “não deve continuar a ser visto como um mero coadjuvante no cenário político nacional”.
Os outros concorrentes à sucessão de Isaías Samakuva são Alcides Sakala, secretário cessante para as Relações Internacionais e porta-voz do partido, e o general na reserva Abílio Kamalata Numa, antigo deputado e secretário-geral do partido.
Com 66 anos, Alcides Sa-kala é o mais velho entre os candidatos e é tido como o candidato da continuidade, por a maior parte dos seus apoiantes fazer parte da direcção cessante. Sakala mar-cou para amanhã, numa das unidades hoteleiras de Luanda, a apresentação do manifesto eleitoral.
Por sua vez, Kamalata Nu-ma, 64 anos deve lançar a sua campanha no sábado, na aldeia de Lopitanga, município do Andulo, província do Bié, onde repousam os restos mortais do fundador do partido, Jonas Savimbi.

Tempo

Multimédia