Política

Líder juvenil defende mais acção do Executivo

Alicerces Paulo Bartolomeu, um dos oito candidatos a secretário-geral da JURA, organização juvenil da UNITA, defendeu ontem, em Mbanza Kongo, a implementação, pelo Executivo, de mais acções em prol da juventude.

Deputado apresenta os desafios que podem reforçar a actuação da organização
Fotografia: Mota Ambrósio | Edições Novembro

Aly Mango, como também é conhecido, é o secretário-geral cessante da organização juvenil da UNITA e falava à imprensa, à margem do acto de lançamento, no Zaire, da sua campanha, com vista à sua reeleição, no IV congresso ordinário da JURA, a decorrer de 8 a 10 de Novembro, em Luanda.
Segundo o também deputado, o Executivo deve continuar a gizar e a implementar acções concretas nos mais variados domínios da vida social e económica em prol da juventude, por constituir a força motriz da sociedade.
“Os partidos políticos não dão emprego à juventude, daí o nosso apelo a quem de direito para continuar a traçar políticas tendentes a melhorar a condição social da juventude, sobretudo a sua inserção no mercado de trabalho”, disse.
Aly Mango  falou sobre a necessidade do Executivo continuar a implementar projectos ligados ao sector da habitação para que os jovens possam concretizar o sonho da casa própria.
O IV congresso ordinário da organização juvenil da UNITA vai decorrer sob o lema “JURA, nova etapa e nova dinâmica para a vitória”. Durante o conclave, vai ser eleito um novo secretário-geral para um mandato de quatro anos.
Além de Aly Mango, que abriu oficialmente a sua campanha terça-feira, em Luanda, concorrem ao cargo o também deputado Manuel da Costa “Nelito” Ekuikui, Agostinho Kamuango, Kafú Sabino, Oseias Chilemba, Elsa Pataco, Rafael Mukanda e António das Dores.

Candidatura de Kamuango
Agostinho Kamuango, um dos oito candidatos a secretário-geral da JURA, procede hoje, na sala de conferências da Liga Africana de Amizade e Solidariedade com os Povos (LAASP),  à abertura oficial da sua campanha. Apesar de lançar apenas hoje oficialmente a sua campanha, Agostinho Kamuango, tal como a maior parte dos candidatos, já fazia o seu trabalho de “caça” ao voto nas redes sociais, sobretudo no Facebook, com vista à sua eleição no IV congresso ordinário da organização juvenil da UNITA, que se realiza entre 8 e 10 de Novembro, em Luanda.
Kamuango, natural do Cuito, Bié,  formado em Gestão de Empresas, concorre pela segunda vez ao cargo, tendo no último congresso, realizado em 2014, sido derrotado, à segunda volta, por Aly Mango, que concorre à sua sucessão.
A corrida pela liderança da organização juvenil da UNITA, líder da opsoição parlamentar, é das mais disputadas de que se tem memória. 
Os candidatos à liderança da JURA desdobram-se em campanha pelo país para conquistar o eleitorado do partido e da organização juvenil com forte influência no seio  do partido que representa a principal força política da oposição ao Governo do MPLA, em maioria na Assembleia Nacional.
A JURA, a par da LIMA, organização feminina da UNITA, é das organizações  activas do partido que enfrenta vários desafios, entre os quais as eleições autárquicas, marcadas, por recomendação do Conselho da República feita este ano, para 2020.

Tempo

Multimédia