Política

Luzia Inglês “Inga” defende cidadania

Fernando Neto/Mbanza Kongo

A secretária nacional da OMA, Luzia Inglês “Inga”, considerou prioritária a aposta na educação para a cidadania, na formação técnico-profissional e empresarial, assim como na promoção da igualdade de género, através de iniciativas comunitárias.

Jornada “Março-Mulher” movimenta militantes do MPLA
Fotografia: Garcia Mayotoko | Edições Novembro

 
Luzia Inglês falava ontem, em Mbanza Kongo, para centenas de mulheres oriundas dos seis municípios da província, na cerimónia de abertura do acto central das jornadas “Março-Mulher”, que este ano se celebra sob o lema “Mulheres unidas rumo ao empoderamento”.
Para Luzia Inglês, o lema adoptado para as celebrações das jornadas desperta a atenção das mulheres do país, para a necessidade de reforçar a aposta na capacitação das mulheres para os desafios que o país vive rumo ao bem-estar social das famílias angolanas.
A dirigente partidária considera estas jornadas um momento decisivo para continuar a trabalhar no reforço da actividade de mobilização das mulheres e incentivar o espírito de empreendedorismo, numa alusão à participação feminina no processo de diversificação da economia e estratégia de reforço do papel da mulher no desenvolvimento do país.
Luzia Inglês lembrou que as mulheres angolanas devem estar preparadas e motivadas para o grande desafio, que passa pela realização das eleições autárquicas no país.
O encontro contou com a participação do primeiro secretário provincial do MPLA, José Joanes André. Durante o encontro foram lidas duas moções de apoio, uma ao presidente do partido, José Eduardo dos Santos, e outra ao Presidente da República, João Lourenço.
Maria José de Encarnação Fernandes, primeira-secretaria da OMA na província do Zaire, realçou o grande desafio que é a participação da mulher nas tarefas do processo de crescimento da economia e da reconstrução nacional.

Tempo

Multimédia