Política

Manuel Augusto exige rigor contra más práticas

Edna Dala

O ministro da Relações Exteriores, Manuel Augusto, pediu, ontem, aos novos cônsules que sejam implacáveis com as más práticas que lesam o nome e a imagem do Estado angolano na diáspora.

Ministro da Relações Exteriores, Manuel Augusto
Fotografia: Angop

Manuel Augusto, que falava à imprensa depois da cerimónia de empossamento dos cônsules gerais de Angola no Porto (Portugal), de Oshakati (Namíbia), Cidade do Cabo e Johannesburgo (África do Sul), avisou os novos responsáveis que não devem complicar a vida dos estrangeiros que queiram investir no país. Uma das principais tarefas dos consulados, sublinhou, é não “complicar a concessão de vistos e fornecimento de informações, pois são parte avançada do país no exterior e têm a obrigação de se exceder na sua performance de maneira a que passem a ser veios de transmissão desta dinâmica que queremos imprimir nas relações com os nossos parceiros e investidores, bem como as comunidades”.

Segundo Manuel Augusto, a instituição vai ser severa, lembrando que já foram exoneradas muitas pessoas nos consulados, em particular os que teimam em continuar com práticas pouco recomendáveis.

Tempo

Multimédia