Política

Militantes hoje na rua contra Lucas Ngonda

Edna Dala

Um grupo de militantes da FNLA participa hoje, em Luanda, numa manifestação que tem por objectivo exigir a Lucas Ngonda que renuncie a presidência do partido.

Liderança de Lucas Ngonda é contestada por alguns militantes
Fotografia: Paulo Mulaza | Edições Novembro

Em declarações ao Jornal de Angola, o coordenador da comissão organizadora, João Vuala Neto, explicou que a manifestação vai consistir numa marcha, que parte do Largo do Soweto, defronte ao Cine Atlântico, em direcção ao gabinete do presidente da FNLA, sito na Vila Alice.
Vuala Neto sublinhou que uma das razões para a manifestação é a má gestão de Lucas Ngonda, que, segundo o militante, tem criado muitos constrangimentos ao partido. “Lucas Ngonda tem feito uma gestão danosa do partido, que é histórico. Regista-se a violação reiterada dos estatutos e a não participação nos assuntos internos, além de que ele (Ngonda) tem gerido o partido como uma base logística particular”, acusou.
Vuala Neto informou que o seu grupo já endereçou várias cartas à direcção do partido a solicitar um encontro para um diálogo aberto relativamente aos interesses do partido, mas infelizmente não tiveram respostas.
O manifestante lamentou o estado de letargia em que encontra o partido, afirmando que isso tem dispersado os militantes. “Esta é uma situação insustentável que periga a própria existência do partido”, alertou.
O Jornal de Angola contactou a direcção da FNLA, que através do porta-voz, Jerónimo Makana, considerou a manifestação ilegal, já que, na sua óptica, não há necessidade de a mesma ser realizada.
Para Jerónimo Makana, já não existe problema que preocupe os militantes, pois todas as preocupações foram debatidas no último congresso extraordinário, realizado em Junho, na cidade do Huambo.

Tempo

Multimédia