Política

Ministra da Saúde adia visita ao Zaire

A visita da ministra da Saúde, Sílvia Paula Lutucuta, à província do Zaire, inicialmente marcada para ontem, domingo, foi adiada sem data, por questões de agenda, refere um comunicado do Governo provincial citado pela Angop.

Ministra da Saúde adiou visita que efectuaria ao Zaire
Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

Sílvia Lutucuta, cumpriria uma jornada de trabalho de 72 horas a quatro dos seis municípios que compõem a província do Zaire, para constatar o funcionamento do sector que dirige.

A jornada de Sílvia Lutucuta ia começar no município do Soyo, onde em companhia do governador José Joanes André, devia inaugurar um sistema de abastecimento de água potável na ilha do Luamba. Ainda no Soyo, a ministra manteria um encontro com os funcionários do sector e visitava as obras de instalação de um sistema de abastecimento de água potável na ilha de Kirusso, no âmbito do programa de combate à cólera que assola algumas zonas insulares da região, desde Dezembro de 2016.

Em Mbanza Kongo, Sílvia Lutucuta devia inteirar-se do funcionamento dos hospitais provincial e municipal, bem como das obras do novo hospital provincial.

Um encontro com os funcionários do sector e uma deslocação à comuna fronteiriça do Luvo, que dista a 60 quilómetros a norte da cidade de Mbanza Kongo, preencheriam a agenda da ministra da Saúde na sede provincial do Zaire. 

Esta seria a primeira visita que Sílvia Lutucuta efectuaria ao Zaire desde que assumiu a pasta da Saúde do novo Executivo saído das eleições gerais de Agosto último.

Momentos depois da sua nomeação, a ministra da Saúde defendeu a necessidade da realização de um diagnóstico profundo da situação do sector que dirige, que tem como uma das principais preocupações a humanização e a prevenção.

“Temos que trabalhar mais, temos que fazer um diagnóstico profundo da situação da saúde em Angola, a humanização é uma preocupação desse Executivo”, disse.


Tempo

Multimédia