Política

Ministros da SADC ultimam preparativos para a Cimeira

Bernardino Manje e Lourenço Manuel | Dar es Salaam

O Conselho de Ministros da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) deve adoptar hoje a acta a ser submetida à 39ª Cimeira ordinária de Chefes de Estado e de Governo da organização, que se realiza sábado e domingo, em Dar es Salaam, Tanzânia.

Ministros da SADC ultimam preparativos para a Cimeira
Fotografia: Ministro da Economia e Planeamento Manuel Neto da Costa chefia a delegação angolana na reunião

O encontro dos líderes da região austral do continente vai decorrer sob o lema “Criação de um ambiente propício para o desenvolvimento industrial inclusivo e sustentável, incremento do comércio intra-regional e criação de oportunidades de emprego”.
O Conselho de Ministros da SADC está reunido, desde ontem até hoje, para analisar o trabalho feito, entre sexta-feira e domingo, pelos peritos para a sua aprovação e posterior apreciação e ratificação dos Chefes de Estado e de Governo. Durante a Cimeira devem ser aprovados três programas de suporte à implementação do lema do encontro, nomeadamente, o Apoio para a Melhoria do Ambiente de Investimento e de Negócios (SIBE), Apoio à Industrialização e aos Sectores Produtivos (SIPS) e o Programa de Facilitação do Comércio (TFP).
O ministro da Economia e Planeamento, que chefia a delegação angolana na reunião ministerial, realçou o facto de a maior parte dos assuntos discutidos pelos peritos terem sido ontem adoptados. Manuel Neto da Costa afirmou que apenas alguns pontos foram alvo de emenda. A reunião do Conselho de Ministros prossegue hoje com a preparação da acta a ser submetida aos Chefes de Estado e de Governo da SADC.
Ainda hoje, Palamagamba Kabudi, ministro tanzaniano dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, e que ontem assumiu a presidência rotativa do Conselho de Ministros da SADC, em substituição da homóloga namibiana, Netumbo Nandi Ndaitwah, faz o lançamento da Cimeira, durante uma conferência de imprensa, a ter lugar no fim da tarde.
Os Chefes de Estado e de Governo são aguardados nesta sexta-feira, em Dar es Salaam. Durante a Cimeira, o Chefe de Estado namibiano, Hage Geingob, passa o testemunho da presidência rotativa da SADC ao homólogo tanzaniano, John Joseph Magufuli, para um período de um ano. No do-mingo, depois de assumir a liderança da SADC, o Presidente tanzaniano vai dirigir uma conferência de imprensa, durante a qual deve falar da actual situação política, económica e social no seu país e apontar as principais linhas de força durante o mandato à frente da organização regional.
Criada a 17 de Agosto de 1992, em Windhoek, a Comunidade de Desenvolvimento da África Austral tem como objectivo promover o crescimento e desenvolvimento económico e sustentável, aliviar a pobreza, aumentar a qualidade de vida dos povos da região, bem como prover auxílio aos mais desfavorecidos. A SADC é composta por 16 Estados, nomeadamente Angola, África do Sul, Botswana, República Democrática do Congo (RDC), Comores, E-swatini (antiga Swazilândia), Lesotho, Madagáscar, Malawi, Maurícias, Moçambique, Namíbia, Seychelles, Tanzânia, Zâmbia e Zimbabwe.

Tempo

Multimédia