Política

Missão da UA já em Angola

André da Costa |

O chefe da Missão de Observação Eleitoral da União Africana, José Maria das Neves, chegou ontem a Angola para acompanhar as eleições gerais da próxima semana.

José Maria das Neves recebido por outros observadores
Fotografia: Contreiras Pipa | Edições Novembro

O antigo primeiro-ministro de Cabo-verde foi recebido no aeroporto internacional “4 de Fevereiro”, em Luanda, pelo director para África, Médio Oriente e Organizações Regionais do Ministério das Relações Exteriores (MIREX), embaixador Joaquim do Espírito Santo. 
A Missão de Observação da União Africana às eleições angolanas integra 40 observadores, dos quais 15 já se encontram no país. José Maria das Neves frisou que os observadores da missão têm “um árduo trabalho a desenvolver em Angola”. Além de se deslocar a todas as províncias para verificar o andamento do processo eleitoral, a missão vai igualmente acompanhar a fase final da campanha eleitoral e reunir-se com alguns órgãos do Executivo, com as representações diplomáticas acreditadas no país e com todas as forças políticas e organizações envolvidas na preparação das eleições.
Segundo José Maria das Neves, a Missão da União Africana vai avaliar o andamento das eleições e apresentar recomendações pertinentes deste processo, augurando que o mesmo decorra com normalidade. “Não são as primeiras eleições, já há uma prática eleitoral em Angola e esperamos que tudo decorra com tranquilidade e que o povo angolano dê mais uma lição de engajamento cívico no processo de consolidação da democracia e abrir novos caminhos para o desenvolvimento do país”, disse.
Estão já em Angola, a Missão de Observadores Eleitorais da SADC, os Peritos da União Europeia, delegações não-governamentais estrangeiras que solicitaram credenciamento junto da CNE. Também já se encontra em Angola a Missão da CPLP, chefiada pelo ex-presidente de São Tomé e Príncipe Miguel Trovoada.

Tempo

Multimédia