Política

Novo presidente prioriza unidade dos diplomatas

O novo presidente do conselho directivo da Associação dos Diplomatas Angolanos (ADA), António Luís Sousa de Lima Viegas, sugeriu, na sexta-feira, em Luanda, a criação de um conselho de quadros, para garantir a resolução dos problemas dos associados. 

Fotografia: DR

No primeiro pronunciamento, após vencer o acto eleitoral, pela Lista B, o diplomata disse que o seu programa de trabalho para o triénio 2019-2022 vai privilegiar a unidade dos diplomatas e funcionários do Ministério das Relações Exteriores. O diplomata prometeu lutar pela realização dos direitos dos associados consignados no Estatuto do Diplomata, e trabalhar como parceiro privilegiado daquele departamento ministerial.

António Luís de Sousa Lima Viegas venceu as eleições com 36 votos a favor, contra cinco da lista A, presidida por Sara de Assunção Silva.

O Conselho Directivo tem como vice-presidente Constância dos Santos Olim, e secretária Delfina Abel António do Nascimento.

Tempo

Multimédia