Política

Novos primeiros-secretários relançam as bases do MPLA

Justino Victorino | Huambo, Arão Martins | Lubango, João Constantino | Cuito, Flávia Massua | Saurimo

A nova primeira-secretária do MPLA no Huambo, Joana Lina, pediu o reforço da mobilização para o ingresso de novos militantes, visando o fortalecimento e crescimento do partido.

Joana Lina eleita no Huambo
Fotografia: Francisco Lopes | Edições Novembro | Huambo

Joana Lina falava na VII conferência extraordinária do Comité Provincial do MPLA, que a elegeu ao cargo, com 630 votos, em substituição de João Baptista Kussumua. A responsável considerou importante a mobilização de mais cidadãos a filiarem-se no partido, e exigiu o envolvimento de todos os militantes, estreitando a ligação da direcção com as bases.
O objectivo do partido no Huambo, disse, baseia-se na consolidação da paz, no reforço da democracia, preservação da unidade e coesão nacional, bem como na garantia dos pressupostos básicos necessários ao desenvolvimento sustentado do país, em particular da província, reforçando os planos de formação política e ideológica dos militantes.
 A conferência foi orientada por Mário Pinto de Andrade, membro do Bureau Político e secretário para os Assuntos Políticos, Económicos e Eleitorais e coordenador do grupo de acompanhamento para a província do Huambo.

Luís Nunes na Huíla 
Na Huíla, o novo primeiro secretário provincial, Luís da Fonseca Nunes, foi eleito com 95,91 por cento do total de votos, disse que quer relançar o partido na província. Luís Nunes, eleito na VI conferência provincial extraordinária, substitui João Marcelino Tyipinge, que exerceu o cargo durante 25 anos.  O político referiu que na Huíla a força do MPLA é sentida, vivida e ouvida, não apenas nos 14 municípios, mas em todo o pais. “O MPLA é um partido com tradição de vitórias retumbantes, e nós, ao aceitarmos a responsabilidade de dirigir o partido, aceitamos o desafio de continuar a lutar e a trabalhar para assegurar que esta tradição de vitórias se mantenha”, garantiu,
A conferência foi testemunhada pelo coordenador do grupo de acompanhamento do secretariado do Bureau Político para a província, Inocêncio Pompolo.

Pereira Alfredo no Bié

O governador do Bié, Pereira Alfredo, foi confirmado no cargo de primeiro secretário do MPLA no Bié, em substituição de Boavida Neto, que ascendeu ao cargo de secretário geral do partido no último congresso extraordinário.A eleição aconteceu por voto secreto, na V conferência provincial extraordinária. Em regra, a eleição acontece por mão levantada, quando se trata de candidato único. Foram 507 votos a favor e três contra.
Salomão Xirimbimbi, coordenador do grupo de acompanhamento do MPLA para o Bié, disse que a eleição “foi um exemplo de democracia”.  “Isso quer dizer que o camarada Pereira tem a confiança de todos nós para dirigir a província do Bié”, salientou. O primeiro secretário eleito, Pereira Alfredo, agradeceu a confiança do Presidente da República e dos militantes.
 
Daniel Neto na Lunda-Sul

Na Lunda-Sul, Daniel Félix Neto foi eleito ontem como primeiro secretário provincial do MPLA, com 528 votos a favor, e um contra. A eleição aconteceu na VII conferência extraordinária, realizada no cine Chicapa, em Saurimo.Daniel Félix Neto, que é também o governador provincial, substitui Eduardo Nelumba.
Ao intervir no acto, Eduardo Nelumba disse que durante os 11 meses que dirigiu o partido, conseguiu resolver algumas situações, como os conflitos e desentendimentos internos. O novo primeiro secretário prometeu continuar a trabalhar para o fortalecimento dos comités de base, recuperar e atrair novos militantes.

Tempo

Multimédia