Política

Ombala do Ecovongo elevado a monumento cultural nacional

No fim da visita de trabalho de dois dias à província do Bié, o Vice-Presidente da Re-pública, Bornito de Sousa, visitou a Ombala do Ecovongo, onde descerrou a placa do monumento que confirma a elevação do lugar a monumento cultural nacional.

Fotografia: ANTÓNIO SOARES

Na Ombala de Ecovongo, o Vice-Presidente Bornito de Sousa cumpriu os rituais da cultura local e ofereceu quatro bois. O regedor adjunto António Cangombe contou a história do lugar que ficou conhecido como o “Sítio do Soba Vié”, fundador do Bié.
Bornito de Sousa conheceu o lugar onde foram enterradas as cabeças dos sobas mortos e ouviu histórias do local. O Vice-Presidente ofereceu também motorizadas, geleiras, televisões e enxadas às autoridades tradicionais.
Actualmente, a província do Cuito tem quatro sítios culturais elevados a locais históricos, entre elas as missões Católica do Chicumbe e do Chilesso, no Andulo. Antes da cerimónia, os nove municípios do Bié apresentaram ao Vice-Presidente da República as potencialidades agrícolas e artesanais numa exposição de fronte ao Pavilhão do Sporting do Bié.
O Vice-Presidente visitou a exposição. O produtor de massango do município do Chitembo, Afonso Vinguila, disse que tem mais de dez toneladas de trigo a deteriorar-se por falta de escoamento. “Temos agricultores que vendem no mercado local por falta de escoamento. Por isso, muitos agricultores este ano não vão plantar”, lamentou. 
O responsável da cooperativa Seteca Vingula afirmou ter mais de 120 camponeses associados que este ano não vão produzir milho e feijão em grande escala por falta de escoamento.

Tempo

Multimédia