Política

ONU reafirma apoio ao país no combate à corrupção

O coordenador residente do Sistema das Nações Unidas em Angola, Paolo Balladelli, reiterou ontem, em Luanda, a disponibilidade da Agência das Nações Unidas para o Combate ao Crime e às Drogas (UNODC) em continuar a apoiar o país no combate ao financiamento ilícito, ao crime organizado internacional e à corrupção.

Fotografia: DR

Paolo Balladelli, que falava na abertura do seminário nacional sobre a Convenção Internacional para a Supressão de Actos de Terrorismo Nuclear, sublinhou que o apoio da UNODC se vai estender ao combate aos fluxos financeiros ilícitos e ao crime organizado internacional.
O secretário de Estado para a Energia, António Belsa da Costa, afirmou que com a ajuda da Agência Internacional de Energia Atómica, o país tem beneficiado da capacitação de quadros e transferência tecnológica.
Trata-se, frisou, de uma acção realizada por via de projectos de cooperação técnica nos domínios da inspecção de instalações, licenciamento de instalações, prevenção e mitigação de incidentes radiológicos.
O Executivo, disse, elaborou e promulgou a Lei 4/07, de 5 de Setembro, sobre a Energia Atómica, e criou o órgão para preparar as infra-estruturas e uma legislação sobre o sector.
O seminário, que termina hoje, visa promover a implementação da “Convenção Internacional para a Supressão de Actos de Terrorismo Nuclear”.

Tempo

Multimédia