Política

Paulo de Almeida é o novo Comandante-Geral da Polícia Nacional

O Presidente João Lourenço nomeou ontem o comissário-chefe Paulo Gaspar de Almeida para o cargo de comandante-geral da Polícia Nacional, em substituição de Alfredo Eduardo Manuel Mingas "Panda", exonerado ontem a seu pedido.

Fotografia: DR

Nos termos da Constituição e da lei que regula os postos e distintivos da Polícia Nacional, e depois de ouvido o Conselho de Segurança Nacional, o Presidente da República determinou a graduação ao posto policial de comissário-geral do comissário-chefe Paulo Gaspar de Almeida, comandante-geral da Polícia Nacional.
O comissário-chefe Alfredo Eduardo Manuel Mingas “Panda” tinha sido nomeado comandante-geral da Polícia Nacional através do Decreto Presidencial nº 301/17, de 17 de Novembro. O ex-comandante-geral da Polícia Nacional esteve envolvido num acidente de viação, na noite de terça-feira da semana passada, do qual resultou a morte de duas pessoas.
Segundo uma nota da Casa Civil do Presidente da República, o Chefe de Estado exonerou o comissário-chefe Paulo Gaspar de Almeida, do cargo de segundo comandante-geral da Polícia Nacional e o comissário-chefe António Pedro Joaquim Kandela, do cargo de comandante da Polícia de Guarda Fronteiras da Polícia Nacional.
Ontem, o Presidente da República exonerou Pedro Fernando Mavunza do cargo de embaixador extraordinário e plenipotenciário da República de Angola acreditado na República do Congo (Brazzaville), de acordo com uma nota de imprensa da Casa Civil do Presidente da República.

 

Tempo

Multimédia