Política

Polícia aborta viagem de imigrantes ilegais

A Polícia de Guarda Fronteiras no Zaire deteve 12 cidadãos da República Democrática do Congo (RDC) que pretendiam seguir ilegalmente para a cidade de Luanda. A detenção ocorreu no controlo policial das “12 Pontes”, comuna de Kinzau, município do Tomboco.

De acordo com o comandante da 2ª Unidade da Polícia de Guarda Fronteiras local, superintendente-chefe José Fernandes “Nando”, que prestou a informação ao Jornal de Angola na cidade do Soyo, a detenção ocorreu quando os imigrantes tentavam seguir viagem para Luanda sem nenhuma documentação. Entre os 12 imigrantes ilegais detidos, nove são homens, três mulheres, acompanhados de uma menor de 12 anos. “Existe uma rede e o nosso objectivo é trabalhar para que possamos destruí-la. A mesma cobra por cabeça entre 60 a 70 mil kwanzas e conduzem os imigrantes ilegais para Luanda. E, dentro desta cooperação com o SIC, foi possível determos o cabecilha da rede a partir de Luanda, que envolve cidadãos nacionais e estrangeiros e que, a qualquer momento, vai ser encaminhado ao Soyo”, acrescentou.

Tempo

Multimédia