Política

PR felicita Marcelo pelo aniversário do 25 de Abril

O Presidente da República, João Lourenço, considerou ontem que a Revolução dos Cravos, ocorrida a 25 de Abril de 1974, marcou Portugal profundamente e contribuiu de maneira significativa para as mudanças que se operaram na sociedade portuguesa, que se abriu à democracia e ao desenvolvimento.

Revolução foi liderada pelo Movimento das Forças Armadas
Fotografia: DR

Numa mensagem endereçada ao homólogo português, Marcelo Rebelo de Sousa, por ocasião do 45º aniversário da Revolução de Abril de 1974, assinalado ontem, João Lourenço refere que a efeméride resultou da “acção valente de um conjunto de homens e mulheres que se bateram”, quer no território português, como nas ex-colónias, “contra a ditadura vigente nessa época”.
“Nesta data em que celebram esta importante efeméride, realço uma vez mais a importância do incremento crescente das relações entre os nossos dois países, que vão seguramente contribuir para a aceleração do progresso e do desenvolvimento em Angola e Portugal", sublinha a mensagem, de acordo com a nota dos Serviços de Apoio do Presidente da República.
A Revolução de 25 de Abril, também conhecida como Revolução dos Cravos ou Revolução de Abril, refere-se a um evento da História de Portugal resultante do movimento político e social ocorrido a 25 de Abril de 1974, que depôs o regime ditatorial do Estado Novo, então vigente desde 1933.
Os acontecimentos de 25 de Abril de 1974 deram início a um processo que viria a terminar com a implantação de um regime democrático e com a entrada em vigor da nova Constituição, a 25 de Abril de 1976, marcada por forte orientação socialista.
A acção do 25 de Abril foi liderada por um movimento militar, o Movimento das Forças Armadas (MFA), composto maioritariamente por capitães que tinham participado na Guerra Colonial e que tiveram o apoio de oficiais milicianos.

 

Tempo

Multimédia