Política

PR solidariza-se com vítimas da chuva em Benguela

O Presidente da República, João Lourenço, enviou no do-mingo, à população de Benguela, uma mensagem de condolências em solidariedade às vítimas da chuva do dia 16 deste mês.

Fotografia: DR

A chuva causou grandes prejuízos nos municípios de Benguela, Catumbela e Lobito, tendo provocado dezenas de mortos, dois feridos e dois de-
saparecidos, segundo dados provisórios.
“Foi com grande consternação que tomei conhecimento dos acontecimentos trágicos ocorridos na província de Benguela, em que chuvas abundantes e ventos anormalmente fortes destruíram habitações, danificaram bens patrimoniais di-
versos e, mais grave, causaram mortes a pelo menos 16 cidadãos e ferimentos a dezenas de outros”, refere o Presidente da República.
Na nota, divulgada pela Secretaria de Imprensa do Presidente da República, o Chefe de Estado apresenta os sentimentos às famílias enlutadas e às populações directamente afectadas pela chuva.

Malawi e Zimbabwe

Por outro lado, o Chefe de Estado angolano endereçou mensagens de condolências aos homólogos do Malawi e Zimbabwe, assim como os respectivos governos e povos, pelas mortes provocadas pelo Ciclone Idai.
Nas mensagens, com o mesmo teor, o Presidente da República escreve que “foi com profunda mágoa e tristeza” que tomou conhecimento da tragédia que se abateu sobre os povos irmãos do Malawi e Zimbabwe, com numerosas mortes e destruição de várias infra-estruturas provocadas pelo Ciclone Idai.
Em nome do povo angolano, do Governo e do seu próprio, o Presidente João Lourenço apresentou aos seus homólogos do Malawi e Zimba-bwe e respectivos governos e povo “sentimento de solidariedade e as mais profundas condolências”, aos quais pediu que transmita às famílias enlutadas.

CASA-CE pede luto

O Colégio Presidencial da CASA-CE solicitou ao Gover-no angolano a observância de um dia de luto nacional em memória das 16 vítimas mortais provocadas pelas chuvas na passada sexta-feira, na Catumbela, província de Benguela.
Num comunicado, o órgão de cúpula da coligação de André Mendes de Carvalho apela igualmente às autoridades da Administração central e local do Estado para a criação imediata de condições de realojamento das famílias desabrigadas e a adopção de medidas preventivas capazes de minimizar os efeitos nefastos das fortes chuvas.

Tempo

Multimédia