Política

Presidente da República distinguido com medalha

Garrido Fragoso

O Presidente da República foi ontem, em Luanda, distinguido com uma medalha pela Associação dos Antigos Alunos do Liceu Nacional Salvador Correia, como reconhecimento pela sua entrega na solução dos mais variados problemas do sector da Educação.

Bornito de Sousa recebeu a medalha atribuída ao Presidente
Fotografia: Joaquina Bento | Angop

A medalha foi entregue ao Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, na cerimónia do primeiro centenário daquele liceu, formalmente criada a 22 de Fevereiro de 1919.
Na presença de alguns membros do Governo e de antigos estudantes do Liceu Salvador Correia, bem como de representantes de várias instituições e associações, o Vice-Presidente também foi condecorado com uma medalha, por ser ex-aluno da instituição, que hoje se dedica à formação de professores. Convidado a intervir na cerimónia, Bornito de Sousa lembrou que das carteiras deste liceu saíram o primeiro e o segundo Presidentes do país, bem como o terceiro Vice-Presidente (ele próprio), além de um amplo leque de jovens que lutou pela Independência Nacional.
O Liceu Nacional Salvador Correia formou quadros de grande qualidade científica e intelectual, espalhados hoje por vários sectores-chave do país, Portugal, Brasil, Estados Unidos, Macau, e outros Estados, declarou. Bornito de Sousa disse ser, por isso, que o edifício emblemático concebido pelo arquitecto José Costa e Silva recebeu ontem a placa indicativa da sua classificação como património histórico-cultural nacional, marco que também deve laurear todos quantos estiveram envolvidos na sua restauração.
O Vice-Presidente da República sugeriu a edição de um livro que ilustre e actualize a história e a arquitectura do Liceu Salvador Correia, hoje, Magistério Mutu-ya-Kevela, inaugurado em Março do ano passado, pelo Presidente João Lourenço, como centro de formação de professores. “Tudo quanto pudermos fazer para que o actual Magistério Mutu-ya-Kevela continue a ser um viveiro da ciência e do conhecimento e um centro para a reprodução de talentos, sabedoria e excelência, é saldar um débito do passado e capitalizar elementos para um futuro brilhante e auspicioso”, declarou o Vice-Presidente da República.

Tempo

Multimédia