Política

Presidente namibiano acredita Jovelina Imperial

O Chefe de Estado namibiano, Hage Geingob, acreditou, em Windhoek, Jovelina Alfredo Imperial e Costa como embaixadora extraordinária e plenipotenciária de Angola na Namíbia.

Diplomata Jovelina Imperial
Fotografia: Francisco Bernardo | Edições Novembro | Arquivo

Na cerimónia, realizada na quinta-feira, apresentaram igualmente as cartas credenciais vários embaixadores com o estatuto de não residentes. Jovelina Imperial foi a única residente a ser acreditada pelo Chefe de Estado namibiano. Em declarações à imprensa, a embaixadora angolana falou das prioridades da sua missão, como empreender uma nova dinâmica no reforço da cooperação entre os dois países, tendo em conta os laços de amizade e solidariedade que unem ambos os povos.
Jovelina Imperial também falou da prioridade da captação de investimentos para Angola, incentivando a comunidade empresarial namibiana a participar no desenvolvimento económico do país.
A embaixadora prioriza, igualmente, o acompanhamento da comunidade angolana residente na Namíbia. O objectivo é a criação de mecanismos que concorram para ajudar a mitigar os vários problemas que os angolanos enfrentam em território namibiano. Além de altos funcionários do Governo da Namíbia e da missão diplomática angolana naquele país, testemunhou o acto a ministra namibiana dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Neitumbo Nandi-Ndeitwah, que dias antes tinha recebido as cartas figuradas de Jovelina Imperial.

Fátima Jardim em Roma
A embaixadora extraordinária e plenipotenciária de Angola em Itália, Maria de Fátima Jardim, entregou, terça-feira, em Roma, as cartas figuradas ao director adjunto do cerimonial diplomático do Ministério italiano dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação Internacional, Stefano Zanini. A acreditação de Fátima Jardim, como décima diplomata a exercer o cargo por Angola na Itália, deverá ocorrer proximamente, quando apresentar as cartas credenciais ao Presidente Sergio Mattarella.
Na apresentação das cartas figuradas, a embaixadora Fátima Jardim agradeceu as autoridades italianas pela recepção e transmitiu também o desejo de ser reforçada a cooperação económica entre os dois países, tendo enaltecido os laços históricos que unem os dois povos.
Com a apresentação das cartas figuradas, última praxe para acreditação como embaixadora, a diplomata, que chegou segunda-feira a Roma, poderá encetar contactos com os seus homólogos e com algumas instituições no território italiano.
Fátima Jardim foi nomeada a 20 de Junho de 2019 e, à semelhança do seu predecessor, será igualmente embaixadora de Angola em Malta e San Marino, bem como representante permanente junto da FAO, FIDA e PAM.

Tempo

Multimédia