Política

Presidente recebe soberanos

João Dias|

Os principais problemas que afligem os cidadãos da província do Moxico, em particular do Alto Zambeze e Lumbala Nguimbo, foram ontem manifestados ao Presidente da República, pelos soberanos dos povos Mbunda e Luvale, Mwene Mandu III e Nhacatolo Tcissengo, respectivamente.

Presidente da República e a Rainha Nhacatolo
Fotografia: Francisco Bernardo | Edições Novembro

Recebidos em audiências separadas, no Palácio Presidencial, cada um dos soberanos expôs as suas preocupações, a maioria ligadas à falta de estradas, energia eléctrica, água potável, medicamentos, e assistência médica.
O Rei Mwene Mbandu III falou dos problemas  ligados à fronteira de Angola com a Zâmbia, salientando que as comunidades residentes ao longo da mesma precisam de uma melhor assistência.
Para o soberano o ideal para reter os técnicos qualificados na região, é a atribuição de  estímulos. O Rei entende que cada município deve ter um deputado para servir de porta-voz dos problemas que as comunidades vivem, reportando-os posteriormente à Assembleia Nacional.
O Moxico, acrescentou, pela sua extensão, deve ser repartido por três províncias, para acelerar o desenvolvimento de toda a região.
Em declarações à impren-sa, no final das audiências, o Rei disse que todas as questões apresentadas foram bem acolhidas pelo Chefe de Estado.
Em relação às “Operações Transparência e  Resgate” em curso, o Rei considerou ser “uma boa iniciativa do Executivo”, acrescentando que as mesmas visam tão somente fazer cumprir a lei. “Não po-demos permitir que as pessoas entrem no território angolano de forma anárquica”, declarou.
O Rei confirmou também à imprensa, o convite formulado ao Presidente para visitar o Lumbala Nguimbo.
A Rainha Nhacatolo disse que o encontro com o Chefe de Estado permitiu falar dos principais problemas que afectam o Alto Zambeze, onde falta quase tudo, como escolas, estradas, água potável, energia eléctrica, assistência médica e medicamentosa. Devido à falta de estradas, ela receia que o município se transforme em ilha.

Tempo

Multimédia