Política

Primeiro-Ministro do Lesotho envia mensageiro a Luanda

Uma mensagem do Primeiro-Ministro do Lesotho foi entregue ontem, em Luanda, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros daquele país, Lesego Makgothi, ao Presidente da República, João Lourenço.

Ministro dos Negócios Estrangeiros Lesego Makgothi
Fotografia: Francisco Bernardo | Edições Novembro

Lesego Makgothi informou ao Chefe de Estado angolano, na qualidade de presidente do órgão de cooperação política, de defesa e segurança da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC), os últimos desenvolvimentos no Lesotho, principalmente sobre o processo de estabilização política em curso, que inclui reformas constitucionais.
À saída da audiência, o chefe da diplomacia do Lesotho afirmou que as informações passadas ao Presidente João Lourenço cingiram-se aos acontecimentos registados naquele país, fundamentalmente, relativos às eleições realizadas a 3 de Junho de 2017.
A situação política e militar no Lesotho agudizou-se a 5 de Setembro do ano passado, quando o chefe do estado-maior do exército, general Khoantle Motsomotso, foi morto durante um tiroteio registado numa caserna.
No mesmo incidente dois outros oficiais, o general Bulane Sechele e o coronel Tefo Hashatsi, foram igualmente mortos.
A 2 de Dezembro do ano passado, a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral  procedeu ao desdobramento de um contingente militar no âmbito da sua missão de contingência para o Lesotho, a pedido das autoridades locais. O efectivo é composto por 217 militares, dos quais 162 de Angola.

Tempo

Multimédia