Política

Profissionais fazem reflexão contra corrupção

Elautério Silipuleni | Ondjiva

A Ordem dos Advogados de Angola vai realizar, nos próximos tempos, várias acções de formação para os associados em matérias sobre a lei de branqueamento de capitais, combate à criminalidade organizada e à corrupção, anunciou sexta-feira, em Ondjiva, o bastonário Luís Paulo Monteiro.

Fotografia: DR

O bastonário, que falava na cerimónia de tomada posse da nova direcção da Ordem dos Advogados no Cunene, disse que o acesso à Justiça faz parte dos objectivos da instituição, realçando ser fundamental garantir estes direitos.
Luís Paulo Monteiro garantiu que a instituição vai continuar a trabalhar na extensão da assistência e patrocínio judicial às famílias desfavorecidas, para facilitar o acesso à Justiça e defesa dos direitos, liberdades e garantias fundamentais.
“É importante garantir a defesa dos direitos, liberdades e garantias fundamentais de todos os cidadãos, uma das incumbências do advogado através da Ordem”, disse, realçando que a extensão do serviço da Ordem visa colmatar a insuficiência de advogados no Cunene.
Com abertura da delegação no Cunene, salientou, a Ordem pretende maior atenção dos órgãos de soberania ao sistema de assistência e patrocínio judiciário, para aumentar o acesso à Justiça e a defesa dos cidadãos sem recursos para suportar os custos de processos.

Tempo

Multimédia