Programa de governação apresentado nos munícipios

Fula Martins e Ana Paulo |
19 de Maio, 2017

Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

O manifesto eleitoral e o programa de Governo do MPLA para o período 2017/2022 foram apresentados aos militantes, amigos e simpatizantes do partido nos municípios da província de Luanda.

O Cine África foi o local escolhido para albergar o acto realizado no município do Cazenga, orientado pelo primeiro secretário do comité municipal do MPLA, Vitor Nataniel Narciso.
Celso Rosas, membro da Comissão Executiva do Comité Provincial do MPLA de Luanda e coordenador do grupo de acompanhamento ao município do Cazenga, ficou impressionado com a adesão ao acto. “Foi uma mobilização bem-feita por parte da estrutura municipal do partido para que as pessoas estivessem presentes neste grandioso acto de apresentação do programa de governação e do manifesto eleitoral do MPLA”, disse.
O político esclareceu que os documentos resumem os propósitos que o partido se propõe a alcançar nos próximos cinco anos, nos domínios político, económico e social, com base no desenvolvimento sustentável. “O MPLA, disse, conseguiu elaborar um programa que reflecte os anseios do povo angolano. Trata-se de um programa feito pelo povo e que vai servir o povo”, afirmou Celso Rosas.
O primeiro secretário do comité municipal do Cazenga do MPLA prometeu continuar a trabalhar na mobilização dos militantes e da população para uma vitória convincente nas eleições de Agosto próximo. Elisa Makiesse, militante da OMA, estimou que caso seja materializado com rigor e disciplina, o programa do MPLA tem tudo para proporcionar um crescimento sustentado e equilibrado até 2022.
Trojo Panguila, militante e administrador do Mercado dos Cuanzas, apontou que, do ponto de vista metodológico, o programa está bem estruturado, porque permite a sua apreciação por qualquer cidadão. Na terça-feira, o manifesto eleitoral e o programa de Governo do MPLA foram apresentados nos distritos urbanos e comités de base do partido no município de Luanda. Na ocasião, os primeiros secretários dos distritos urbanos e dos comités de base defenderam uma maior divulgação dos dois documentos aos militantes, amigos e simpatizantes do MPLA.

capa do dia

Get Adobe Flash player



ARTIGOS

MULTIMÉDIA