Política

Registo militar abrange mais de dois mil jovens na província de malanje

Ao todo, 2.174 cidadãos do sexo masculino que completaram 18 anos em 2018 e 2019, bem como os nascidos entre 2000 e 2001 (que por várias razões não fizeram o recenseamento no ano passado) devem recensear-se na província de Malanje. 

Fotografia: Edições Novembro

O anúncio foi feito quinta-feira, na cidade de Malanje, pelo chefe em exercício do Distrito de Recrutamento e Mobilização (DRM), major João Nzaje, no acto de abertura do processo de recenseamento militar, ao longo do qual apelou aos cidadãos nacionais abrangidos para dirigirem-se aos postos de registo criados, a fim de efectuarem o seu recenseamento.
João Nzaje lembrou que os cidadãos residentes no exterior devem fazer o recenseamento junto dos consulados das representações diplomáticas.
O administrador municipal de Malanje, João de Assunção, disse, a propósito, que a Constituição da República estabelece como tarefa fundamental a garantia da Independência Nacional, integridade territorial, soberania, e o asseguramento da paz e segurança nacional.
Referiu que nos termos
da Lei Geral do Serviço Militar Obrigatório, o recenseamento militar de cidadãos nacionais do sexo masculino é anual e decorre nos meses de Janeiro
e Fevereiro. 


Tempo

Multimédia