Política

República Saarauí pede apoio a Angola

Garrido Fragoso

O ministro dos Negócios Estrangeiros da República Árabe Saarauí Democrática (RASD), Mohamed Salem, solicitou o apoio e solidariedade de Angola e demais Estados da União Africana (UA) como forma de pressionar o Governo de Marrocos a pôr termo à ocupação ilegal de uma parte do território daque-le país africano.   

Manuel Augusto recebe homólogo da República Árabe Saaraui
Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

Em declarações à imprensa, no final de um encontro com o ministro das Relações Exteriores, Manuel Augusto, na sede deste departamento ministerial, o ministro sarauí transmitiu ao homólogo uma mensagem de amizade e solidariedade do Presidente da RASD para o Chefe de Estado angolano, João Lourenço.
Mohamed Salem considerou Angola como um país “bastante influente” no continente africano, com o qual a República Árabe Saarauí Democrática mantém relações de amizade e cooperação “estratégicas e históricas”.
“O povo sarauí vê Angola como um país que joga um papel importante no continente e no mundo, e habilitada a trabalhar para a pacificação de muitas Nações”, afirmou o chefe da diplomacia saarauí, para quem “África deve assumir as suas responsabilidades” perante a ocupação de uma parcela da RASD por Marrocos.
Sendo Marrocos membro da União Africana, o ministro sarauí considerou "inaceitável" que o mesmo persista na ocupação de uma parte do território da RASD, atendendo que rubricou convénios que proíbem a ocupação pela força das armas de países vizinhos.
Com a aprovação pelo Conselho de Segurança das Nações de uma resolução que renova por mais seis meses o mandato da missão naquele país, Mohamed Salem disse que este tempo deve ser bem aproveitado para pressionar o Governo marroquino a pôr termo à ocupação ilegal do território sarauí.
Devido à situação prevalecente no país, disse, o primeiro objectivo do Governo é pôr termo à ocupação ilegal de uma parte do território e, depois, olhar para os sectores da cooperação bilateral.

Tempo

Multimédia