Rui Mangueira avaliou o sector

Bernardo Capita | Cabinda
21 de Abril, 2017

Fotografia: Jaimagens | Edições Novembro

O ministro da Justiça e dos Direitos Humanos, Rui Mangueira, inteirou-se ontem do funcionamento do sector na província de Cabinda, sobretudo do processo de massificação do registo civil e da atribuição de Bilhete de Identidade.

Agenda de actividades do ministro Rui Mangueira, que ainda ontem regressou a Luanda, trabalhou na comuna de Tando Zinze, 75 quilómetros a nordeste da cidade de Cabinda, para constatar as condições do novo posto de registo, o primeiro empreendimento do género instalado naquela localidade desde a independência nacional.
Para simbolizar o arranque oficial dos trabalhos no posto de registo da comuna de Tando Zinze, o ministro Rui Mangueira procedeu à entrega do primeiro Bilhete de Identidade ao cidadão Martins Mafuca Pedro, 23 anos, que se manifestou uma grande satisfação por ter recebido o seu primeiro documento de identificação nacional.
Rui Mangueira visitou ainda as futuras instalações do Tribunal Provincial de Cabinda, as instalações dos Serviços de Identificação, do Balcão Único do Empreendedor, a Delegação Provincial da Justiça e dos Direitos Humanos, e reuniu com órgãos de administração de Justiça e funcionários do Ministério.
Recentemente, Rui Mangueira reconheceu avanços registados no programa de massificação do registo civil e atribuição do Bilhete de Identidade, o que permitiu prestar um apoio significativo no processo de registo eleitoral, terminado recentemente no país.
Rui Mangueira, que falava no término da visita de dois dias de trabalho à província da Huíla, afirmou que a avaliação do processo da massificação do registo civil e a atribuição do Bilhete de Identidade é positiva, porque milhares de pessoas obtiveram já esses documentos essenciais para a sua identidade.

capa do dia

Get Adobe Flash player




ARTIGOS

MULTIMÉDIA