Política

SADC discute mais comércio

Bernardino Manje e Lourenço Manuel/Dar es Salaam

O Presidente da República, João Lourenço, participa hoje e amanhã, em Dar es Salaam, na 39ª Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), que este ano tem como lema “Criação de um ambiente propício para o desenvolvimento industrial inclusivo e sustentável, incremento do comércio intra-regional e criação de oportunidades de emprego”.

Presidente João Lourenço está desde ontem na capital tanzaniana para a reunião
Fotografia: João Gomes | Edições Novembro | Dar es Salaam

O Chefe de Estado angolano, que se encontra desde ontem à tarde em Dar-es- Salaam, faz-se acompanhar dos ministros das Relações Exteriores, Manuel Augusto, da Economia e Planeamento, Manuel Neto da Costa, e das Finanças, Archer Mangueira, além de outros membros seniores do seu Executivo.
Durante a Cimeira, com duração de dois dias, os Chefes de Estado e de Governo da SADC devem pronunciar-se sobre a situação de segurança marítima do Oceano Índico, onde se assistem casos de tráfico de drogas e de seres humanos, pirataria e terrorismo.
A transformação do Fórum Parlamentar (FP) da SADC em Parlamento regional - um assunto que ficou adiado na última Cimeira, realizada em Agosto do ano passado em Windhoek (Namíbia) - volta a ser analisado pelos estadistas da região.
O Conselho de Ministros da SADC, reunido entre terça e quarta-feira, aprovou o parecer dos peritos sobre a viabilidade da transformação do FP-SADC em Parlamento, ainda que de uma forma gradual. O assunto carece agora de uma análise e eventual ratificação dos Chefes de Estado e de Governo.
Na sessão de abertura, estão previstos discursos do presidente cessante da SADC, Hage Geingob (Namíbia), e do Chefe de Estado tanzaniano, John Magufuli, que assume a presidência da organização.
São estreantes na Trigésima Cimeira da SADC, os Presidente da RDC, Félix Tshisekedi, e das Comores, Azali Assoumani.
O Presidente João Lourenço teve ontem um encontro em privado com o homólogo sul-africano, Cyril Ramaphosa.
Em Dar-es-Salaam devem igualmente ser aprovados três programas de suporte à implementação do lema da 39ª Cimeira da SADC, nomeadamente o Apoio para a Melhoria do Ambiente de Investimento e de Negócios (SIBE), o Apoio à Industrialização e aos Sectores Produtivos (SIPS) e o Programa de Facilitação do Comércio (TFP). Amanhã, depois de assumir a presidência da SADC, o Chefe de Estado tanzaniano, John Magufuli, vai dirigir uma conferência de imprensa, durante a qual deve pronunciar-se sobre a situação política, económica e social no seu país e apontar as principais linhas de força do seu mandato de um ano à frente da organização regional.
A anteceder a Cimeira, esteve reunido ontem, em Dar-es-Salaam, a Dupla Troika do Órgão para a Cooperação em matérias de Política, Defesa e Segurança da SADC, que contou com a participação do Presidente João Lourenço.
Criada a 17 de Agosto de 1992, em Windhoek (Namíbia), a comunidade tem, entre os objectivos, promover o crescimento e desenvolvimento económico e sustentável.

Mensagem do presidente em exercício

A SADC angariou 204 milhões de dólares a favor dos países e comunidades da região afectados por calamidades naturais, na sequência do apelo Regional à Ajuda Humanitária, informou o presidente em exercício e Chefe de Estado namibiano, Hage Geingob.
Numa mensagem dirigida aos Chefes de Estado e de Governo e aos cidadãos das Nações da SADC, por ocasião do dia da organização, que se assinala hoje, Hage Geingob ressaltar o apelo aos esforços destinados a reduzir o aquecimento global e os impactos das alterações e variabilidade climáticas, devido ao aumento da ocorrência de calamidades.
Na mensagem, Hage Geingob, que passa o testemunho ao Presidente da Tanzânia, destacou que a representação das mulheres na região registou melhorias, assegurando que a igualdade de género, através da proporção de 50/50, seja alcançada em todos os Estados-Membros da SADC.
O Chefe de Estado assegurou que a SADC está determinada a alcançar a industrialização através da execução das estratégias emblemáticas.

Tempo

Multimédia