Política

Secretário de Estado reconheceu desafios

O secretário de Estado para o Ensino Pré-Escolar e Geral, Joaquim Felizardo Cabral, reconheceu, em Ndalatando, que a maioria das províncias se debate com a falta de infra-estruturas escolares, o que fez com que milhares de crianças ficassem fora do sistema de ensino.

Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

Segundo o secretário de Estado, ainda assim perto de cinco por cento de crianças com cinco anos de idade foram absorvidas nas escolas do país, estando previsto matricular um total de 10.400.000 alunos no geral.
Para o ensino primário, disse, foram matriculados cerca de 7.800.000 alunos, dos quais 1.500.000 para o ensino pré-escolar.
De acordo com Joaquim Cabral, a construção de infra-estruturas não acompanhou o crescimento demográfico da população, embora nos últimos quatro anos tenha havido um crescimento saudável em relação à construção de novas salas de aulas na ordem de 5,2 por cento.
Joaquim Cabral esteve em Ndalatando para testemunhar a entrega de meios informáticos ao Liceu Eiffel de Ndalatando.

Tempo

Multimédia