Política

Situação no Zimbabwe é analisada em Luanda

O Presidente da República, João Lourenço, recebe amanhã em audiência, no Palácio da Cidade Alta, em Luanda, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Zimbabwe.

Ministro dos Negócios Estrangeiros aguardado em Luanda
Fotografia: Jekesai Njikizana | AFP

Subusiso Moyo chega hoje a Luanda para uma visita de trabalho, anunciou ontem o Ministério das Relações Exteriores em comunicado.
O chefe da diplomacia zimbabweana vem a Angola a convite do seu homólogo Manuel Augusto, com quem tem agendado um encontro amanhã de manhã, de acordo com o documento.
Luanda acolheu, horas antes do ex-Presidente Robert Mugabe entregar o poder, uma cimeira da Presidência (África do Sul) e da troika (Angola, Tanzânia e Zâmbia) da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), para avaliar a situação política e de segurança então prevalecente no Zimbabwe.
Emmerson Mnangagwa assumiu interinamente a Presidência do Zimbabwe, depois de negociações entre os militares e o então Presidente Robert Mugabe.
Recentemente, a ZANU-PF, partido no poder no Zimbabwe, designou, em congresso extraordinário, Emmerson Mnangagwa como o seu cabeça de lista para as eleições gerais do próximo ano. O actual Presidente interino do Zimbabwe foi, igualmente, confirmado como novo líder do partido.
Os esforços de Angola para ajudar o Zimbabwe situam-se no quadro da SADC, onde preside ao órgão para a Política, Defesa e Cooperação. Durante a fase de conflito político, Angola tinha mandato para encontrar mecanismos para a estabilidade naquele Estado membro da organização regional, que passava pelo diálogo que garantisse que governos democraticamente eleitos não fossem retirados à força.
O Zimbabwe é um dos Estados mais activos da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral.

Tempo

Multimédia