Política

Sonhos e aspirações dependem de esforço

Fonseca Bengui

O Presidente da República, João Lourenço, reconheceu ontem que a concretização dos sonhos e aspirações dos jovens não depende apenas da política do Executuvio, mas também do esforço individual de cada um.

Novo secretário de Estado para a Juventude empossado
Fotografia: Santos Pedro | Edições Novembro

“A juventude é aquela franja da nossa sociedade que, justamente, tem muitos sonhos, muitas aspirações, cuja concretização depende não só das políticas do Executivo, do próprio apoio que a sociedade em geral deve dar, bem como do esforço, quer individual, quer colectivo, de cada jovem”.
Em breves palavras, na cerimónia de empossamento do novo secretário de Estado para a Juventude, Fernando Francisco João, o Chefe de Estado considerou “gratificante trabalhar com e para essa franja da sociedade”.
João Lourenço disse contar com o saber, inteligência e experiência do novo secretário de Estado para que tenha sucessos na função.
Fernando Francisco João foi nomeado na terça-feira, em substituição de Guilhermina Fundanga Manuel Mayer Alcaim. Depois do juramento da praxe, Fernando Francisco João assinou o termo de posse, perante o Chefe de Estado.
Em declarações à imprensa, o secretário de Estado indicou que vai estimular o diálogo permanente com os vários segmentos da sociedade civil, nomeadamente as associações juvenis, estudantis e religiosas, bem como reforçar a cooperação com os parceiros do Estado que trabalham nesta área. Referiu que vai auxiliar a titular do sector na implementação das políticas do Estado para a Juventude e reforçar o apoio à ministra na articulação com os demais departamentos ministeriais com políticas sectoriais que têm impacto directo na vida dos jovens.Questionado se estava preparado para a tarefa, o novo secretário de Estado reconheceu que o desafio “é enorme”. “É uma tarefa espinhosa, mas temos que assumí-la com sagacidade e com toda a inteligência possível”, sublinhou, apontando o diálogo permanente como uma das maiores apostas.
A cerimónia foi testemunhada pelo Vice-PR, Bornito de Sousa, ministros de Estado, ministros e pelos secretários da Presidência da República.

Tempo

Multimédia