Política

Sudão defende reforço da cooperação

O embaixador do Sudão acreditado em Angola, Khalid Farah, considerou ontem, em Luanda, “excelentes” as relações entre os dois países, recomendando o reforço das mesmas na base da reciprocidade de vantagens.

Em declarações à Angop, o diplomata sudanês  disse que acompanha com atenção as mudanças que ocorrem no país, na sequência da realização das eleições gerais de 23 Agosto último.
Para Khalid Farah, trata-se de uma mudança na continuidade, afirmando que os angolanos deram um exemplo para África e o Mundo.
O Sudão é um país com potencialidades em diversos domínios, que podem impulsionar uma cooperação mutuamente vantajosa, ressaltou.
O diplomata destacou potencialidades na agricultura, o que leva o Sudão a ser considerado como o celeiro no mundo árabe.
Angola e o Sudão cooperam em fóruns internacionais, incluindo na Conferência Internacional para a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), onde o país banhado pelo Mar Vermelho exercerá, em 2019, a presidência rotativa da organização.
O Sudão faz fronteira com o Egipto, Etiópia,  Líbia, Chade e Sudão do Sul. Possui uma população estimada em 35,5 milhões de habitantes.

Tempo

Multimédia