Política

Trajectória do MPLA discutida em colóquio

Edna Dala

A trajectória do MPLA vai ser discutida, a partir de amanhã, em Luanda, no II Colóquio Internacional sobre a história do partido, que aborda, entre vários temas, os momentos mais importantes entre 1975 a 2002.

MPLA apresentou ontem o programa da conferência

A conferência, que termina na sexta-feira, reúne especialistas nacionais e estrangeiros e vai abordar temas como a Independência Nacional, o processo de construção e consolidação de uma instituição do Estado angolano, a instalação da paz e da reconciliação nacional, o processo de consolidação da democracia e os momentos dramáticos da guerra.

O colóquio reúne conferencistas internacionais, com destaque para o ex-presidente da Comissão da União Europeia Durão Barroso, que vai falar sobre a "Experiência da diplomacia portuguesa na construção do processo de paz para Angola", Carlos Lopes, antigo secretário executivo da Comissão Económica para África, que vai abordar "os desafios dos partidos africanos no contexto actual", Pedro Pires ex-Presidente de Cabo Verde, entre outros.
Numa conferência de imprensa realizada ontem, na sede do partido, a representante da comissão técnica do Colóquio, Rosa Cruz e Silva, disse que a sequência do colóquio visa apelar os estudantes e jovens, assim como os investigadores e pesquisadores que se interessam pela problemática da construção e evolução do Estado angolano sob a direcção do MPLA.
Pretende-se, com isso, acrescentou, aumentar o conhecimento de temáticas e lançar um debate que resulte em novas perspectivas e interesses, por ser um tema vasto e diversificado.
"Queremos mobilizar os estudantes, pesquisadores e investigadores para que conheçam mais e melhor a História, para que esse co-nhecimento se torne cada vez mais amplo e divulgado", sublinhou.
O secretário para a Informação do MPLA, Albino Carlos, referiu que o partido pretende dar sequência ao processo de investigação e divulgação do seu percurso histórico, para que as gerações vindouras saibam o quanto custou a liberdade. “A história do MPLA é parte importante da História de Angola e da memória colectiva dos angolanos”, sublinhou. O colóquio tem como lema "MPLA - uma trajectória de luta e de vitória”.

 

 



Tempo

Multimédia